Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As pegadas da coelha

"Transforma-te na tua melhor versão"

The End, para o ano há mais!

IMG_9957.JPG

 

Como se costuma dizer: o que é bom acaba depressa e assim terminou mais uma edição do Rali de Portugal com uma boa dose de adrenalina, convívio e boa disposição.

Foram dias inesquecíveis pela paixão do desporto automóvel, mas também pelo espírito explorador, pela bela da tainada e pelo convívio. Desde toda a ansiedade dos dias anteriores, preparação do farnel à escolha dos melhores spots, tudo faz parte desta grande festa que só os doidos por rali entendem.

Foram noites a dormir poucas horas, levantar cedinho para no dia seguinte estarmos lá, em primeira mão para respirar o primeiro pó do dia, autografado pelo Sébastien Ogier a rasgar o percurso. Corremos as capelinhas todas de Caminha à Cidade Invicta, por montes e vales e vales e montes, colocamos os geeps em situações críticas devido à teimosia do piloto e dos navegadores patrocinados pela Sagres. eheheh Saímos todos ilesos, ou melhor quase, excepto da nódoa negra que tenho na perna esquerda graças à pedrada da passagem do Sordo, mas não faz mal, sinto-me lisonjeada pela marca oficial. :P

Hoje não fui a Fafe, imperdoável decisão e por isso apenas posso nomear o Sábado como o melhor dia das nossas pegadas. Dia em que éramos mais que as mães, das picadas de geep por trilhos (ou falta deles) que não são para meninos, pelo pé no mato numa de trail run em busca da melhor vista do troço, pelas paisagens deslumbrantes, pela hospitalidade do nosso guia de trilhos Luís Matos (ex-piloto e caminhante) e claro pela bela da ginjinha feita daquela árvore ali em frente no quintal.

 

IMG_9992.JPGIMG_0055.JPG

 

gjgg.jpg

 

É indescritível a sensação de juntar duas paixões, o trail e o rali numa só edição. Embrenhar-nos na natureza para aceder à plateia virgem, spot só para nós!!! :) Só para nós, até a organização descobrir e nos proibir de pisar o mesmo terreno nas próximas edições. Ainda bem que a PIDE não descolou por causa do nevoeiro ;)

Não faltou nada neste wrc como já é tradição, nem o incêndio florestal, desta vez provocado por Hayden Paddon que o afastou da competição. Tal como antevia Ogier (3.º classificado), foi mesmo difícil assegurar mais uma vitória em terras lusas, passando a pasta a Meeke Kris e Nagle Paul do Citroën DS3 WRC. Mikkelsen assume o 2.º lugar e Sordo a 3ª posição a frente de Eric Camili e Latvala ao lugar 6 da tabela.

 

Mais uma vez mal pusemos os olhos no Evo de Vitor Ribeiro e Valter Cardoso, mais vale começar a fazer promessa antecipada para a Santinha da caixa de velocidades e para o Senhor dos Aflitos. 

Deixo-vos mais algumas fotos e vídeos destes dias de maluquice no instagram e página de facebook.

 

 

IMG_1767.JPGIMG_0004.JPG

 

IMG_1718.JPGIMG_0068.JPG

O tão esperado dia

IMG_1640.JPG

 

Foi no kartódomo de Baltar que iniciou o tão ansiada festa do wrc. Levantar cedo da caminha e com cara de felicidade, não seria certamente para trabalhar ehehehe. A fila de transito circundava os acessos à pista, começou a surgir aquele nervoso miudinho para chegar a tempo de ver os primeiros arranques dos motores, após a correria e os atalhos improvisados, lá chegamos e com acesso a vista era privilegiada.

Privilegiada foi também uma espectadora que se pode dizer que viu e sentiu as estrelas do rali, ganhando quatro pontos na cabeça após ser atingida por uma pedra à passagem de um dos carros de competição. Já para não sofrer do mesmo mal (na verdade não consegui bilhete), acompanhei a SS1 Lousada em casa na companhia da RTP2 e das panquecas integrais. 

Sébastien Ogier (tri-campeão do Mundo) lidera até ao momento o WRC Rali de Portugal 2016, tendo a tarefa de se manter na frente dificultada, por ser o carro de abertura dos troços no dia de amanhã. O meu favorito, o homem que dá o verdadeiro show, Dani Sordo, encontra-se na terceira posição, seguido de Thierry Neuville.

Fica a sugestão para acompanharem o wrc também a partir o link https://www.youtube.com/watch?v=CGK096NDWNg

Continuo sem perceber o porque de não serem transmitidas as restantes provas... eu que queria ver os tugas.

 

uhuhh.jpg

 

Já lá vão três anos

guimarães.jpg

 

 

Não podia deixar passar em branco, aquela que há três anos foi das experiências mais fantásticas que tive e que até hoje deixou o bichinho pelos motores.

 

Pelos vistos não havia nenhuma alma corajosa que entrasse no carro com a Ariana Pinto (brincadeirinha) e por isso foi num ato de loucura que decidi aceitar o convite da menina do enduro para navegar. Assim, do nada, tínhamos duas malucas pelas estradas de Guimarães a viver a adrenalina do rali do lado de dentro da competição. 

 

Treinos muito poucos, para não dizer quase nenhuns e foi este trabalho árduo que nos valeu duas subidas ao pódio eheheheh

As condições atmosféricas não foram as melhores, logo nas primeiras curvas vimos os nosso colegas da FastBravo despistarem-se, assim como outros participantes o que nos deixou mais alerta enquanto principiantes. Foi um dia repleto de emoções, de ansiedades e nervoso miudinho, acidentes e incidentes que me fizeram refletir sobre o quanto, o fervor da competição pode na cabeça de alguns competidores, passar por cima de qualquer vida.

 

Lamentações à parte, foi espetacular pelo espírito, pela equipa, pela experiência em si e pelas pessoas que conheci que até hoje estão dentro do meu ♥.

Obrigada Ariana, Jorge Pinto e Valter Cardoso.

 

rali guim.jpg

 

 

 

Rali de Portugal, contagem decrescente...

IMG_9679.JPG

 

Está a chegar o tão esperado momento no norte do país e eu já estou aos saltinhos de ansiedade pelos próximos dias 19 a 22 de Maio. Não deu mesmo para aguentar sem ir cuscar os treinos que antecipam o WRC.

Como quem tem amigos tem tudo, lá fomos lá explorar os trilhos da serra de Fafe para que nos verdadeiros dias não falte a melhor vista, o melhor posicionamento.

Os preparativos estão já a ser ultimados e estou a falar das grades das minis, dos rissois e da chouriça. Fome e sede também não passaríamos, pois cá no Norte há sempre comunidades com espírito raliseiro (os bons entendedores sabem do que falo) prontas a partilhar.

 

IMG_9691.JPG

 

Muitos nunca perceberão como é que ficar coberto de pó e terra, respirar o fumo dos carros debaixo de um sol abrasor e ainda assim poder ficar-se feliz e satisfeito. De mochila às costas, máquina de registo de imagens em punho e cervejinha, é a festa do rali. É pelo convívio, pelas asneiradas, pela interação com as gentes simples das montanhas e pela paixão pelos motores que nos move.

 

IMG_1594.JPGIMG_1592.JPG

 

Dia 19 lá estaremos no Kartódromo de Baltar Paredes para o shakedown e no período da tarde na pista da Costilha em Lousada. No dia seguinte em Ponte de Lima, Caminha, Viana do Castelo e ao fim da tarde na Street Stage na cidade Invicta. O dia 21 será possível ver as estrelas a percorrer as montanhas de Baião, Marão e Amarante. Já no último dia teremos oprtunidade de seguir o rali em Fafe, Vieira do Minho, terminando no pódio em Matosinhos. Nós já estamos prontos para explorar os caminhos de Portugal.

O Norte está de olhos postos no wrc, pronto para bem-receber os pilotos estrangeiros e abraçar os nossos tugas. Vamos a isso!

 

 

 

 

 

 

Mais sobre a coelha

foto do autor

Parceiros

lista de parceiros

Vasculhar

 

Correio

Baú

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D