Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As pegadas da coelha

"Transforma-te na tua melhor versão"

Encontrei um gato bebé e agora?

 

dfffd.JPG

 

 

 

 

Esta história da lei da atração é muito bonita, mas e quando depois não sabemos o que fazer com ela?

Já há muito que tinha a ideia de que quando tivesse um novo animal este não seria fruto do acaso, algum que realmente precisasse e mim e não  naquela lógica de adquirir numa loja de animais.

Pois é, mais cedo do que eu pensava a Mimi chamou por mim. 

 

 

 

 

IMG_1638.JPG

 

 

 

 

 

Ontem de noite, ao chegar a casa ouço um miar desesperado e quando dou por ela na berma da estrada, lá estava aquele gato minúsculo, assustado e indefeso. 

Tentei chegar a ele, mas é claro que ele se encovou e o pior é que no silvado e não havia meio de chegar à criatura entre braços arranhados, gato a miar e a poliçar. O destino dele era mais que evidente e a curto prazo seria certamente atropelado.

 

Ao fim de várias tentativas, mais uns arranhões e o gato espicaçado, lá consegui resgatar o felino e pronto, começou a minha sina!

 

O animal não se calava, mios estridentes ainda por cima em casa de quem não é amante de gatos.

A minha missão era proteger o animal da morte certa do abandono e do coelho mais velho que não é nada fã de gatos.

Mal dormi nesta primeira noite, a tentar controlar os mios, para que não acordassem ninguém cá por casa e me obrigassem a ter de solta-lo.

 

De momento, tudo corre bem, apesar de estar ciente que sem a mamã dele, ou dela, saiu-me uma gatinha, agora somos duas cá em casa (risos) é difícil que sobreviva.

Barriguinha cheia, ninho montado, no exterior de casa claro, já não é mau, embora tenha já quebrado ligeiramente as regras e a traga para o meu quarto. 

Já comecei a abrir os cordões à bolsa, ah pois é, isto de ter filhos a cargo é um prejuízo! Fui à farmácia comprar produtos para desparasitar e spray para as eventuais pulgas.

 

 

 

 

IMG_1648.JPG

 

 

 

 

A mimi está bem, agora aqui confortável no meu colo enquanto escrevo para vocês, exausta depois de uma luta comigo e com o teclado, também deve querer escrever olá para os leitores. Continua a miar muito, apesar de já lhe ter pedido para não incomodar o Sr. Coelho, para bem dela. 

 

Fiquei num dilema entre leva-la a uma instituição ou insistir nesta luta de termos um gato cá em casa, mas o receio de o animal ir parar a mãos erradas e o carinho que ganhei por ele não permitiram que o levasse para adoção.

 

Isto é tudo muito bonito, mas ter um prejuízo destes a cargo é o cabo dos trabalhos e muita responsabilidade!

 

 

 

 

 

IMG_1636.JPG

 

 

4 comentários

Comentar post