Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As pegadas da coelha

"Transforma-te na tua melhor versão"

As perguntas que vão transformar a tua vida

IMG_7014.JPG

 

 

 

Escrevo hoje com uma vista maravilhosa sobre o nosso Douro e se há forma de me inspirar é um dia de sol com uma vista soberba.

Trouxe o Antony Robbins como companhia e uma vontade enorme de fazer mais e melhor, de transformar a minha vida, de atrair coisas boas, de ser feliz o maior número de vezes possível e nada melhor do que uma boa convicção para orientar as nossas decisões e o rumo das nossas vidas.

Pois é, e somos nós que criamos a nossa própria realidade, esta definição pode soar um pouco estranha vindo de alguém com formação em Serviço Social, onde o indivíduo é visto como o produto da sociedade, da família e do contexto onde está envolvido. Eu não estou de todo a anular este ponto de vista quero antes que percebam que me refiro ao facto de que não é aquilo que nos acontece que define a nossa vida e que vai delinear a forma como me sinto ou que ajo. Podemos sim e devemos ser resilientes, assumirmos a responsabilidade de analisar as nossas experiências, percebermos o que podemos retirar dali, os olhos com que olhamos determinada situação vão condicionar a nossa ação. Esta análise resiliente trata-se de fazer as perguntas certas que nos conduzem a resultados com qualidade. As perguntas vão orientar os nossos pensamentos e as reações aquilo que nos acontece.

Questionando as nossas limitações irá transformar e esbater as limitações em qualquer área da nossa vida. É chegada a hora de estruturarmos as perguntas que vão fortalecer a nossa ação e que vão atrair as coisas certas:

 

 Como posso tirar partido do que me aconteceu?

 Como posso aproveitar isto para ajudar os outros?

 Quem sou eu?

 O que é que sou capaz agora?

 Em que medida isto me fortalece?

 Como pude ter a sorte de te ter na minha vida? O que é que mais amo no meu marido?

 Até que ponto a nossa relação vai enriquecer as nossas vidas?

 Qual o negócio mais lucrativo?

 O que é que me faz sentir feliz agora?

 O que é que me poderia fazer sentir feliz?

 O que é maravilhoso na minha vida neste momento?

 Que lembranças magnificas eu tenho?

 Que importância tem isso?

 Já pensas-te o impacto que vamos causar com o que criamos?

 Como posso aproveitar esta situação?

 O que posso aprender com isto?

 Como posso dar a volta?

 Como posso acrescentar mais valor?

 O que há de tão importante neste problema?

 O que é que ainda não está perfeito?

 O que estou disposto a fazer para que fique como quero?

 O que estou disposto a deixar de fazer para que fique como quero?

 Como posso desfrutar do processo enquanto faço o que é necessário para ficar como quero?

 De que te orgulhas?

 Quem amas e quem te ama?

 O que é a minha vida?

 O que é que procuro?

 Porque é que estou aqui?

 

Ao invés de nos invadirmos daquelas questões que só vão criar um ciclo vicioso e nos vão aprisionar a um sentimento de impotência:

 

 

 Porque me aconteceu isto a mim?

 Que mal fiz eu para merecer tal coisa?

 E se há alguém melhor?

 Porque só atraio coisas más?

 Será eu vale a pena?

 Porque me fazes sempre isto?

 E se me fizer sofrer?

 Porque só encontro pessoas que me fazem sofrer?

 

Munirmo-nos de um conjunto de perguntas fortalecedoras que os vão conduzir aos resultados que pretendemos pois aquelas questões que deixamos de fazer também irão moldar os nossos resultados.

É possível mudarmos a forma comos nos estamos a sentir no preciso momento e para isso basta mudarmos a nossa perspetiva. A maior parte das vezes vivemos em piloto automático, restringimos a nossa capacidade emocional e os nossos recursos. Somos possuidores de um grande poder à distância de um clique no comando da nossa mente para acionar aquilo que estamos dispostos a fazer para realizarmos os nossos sonhos.

Antes de mais devemos definir de uma vez por todas o que é realmente importante na nossa vida, pelo menos neste momento, parar para avaliar e identificar o nosso antigo padrão limitador, perguntarmo-nos:

 

 Se eu não mudar isto agora quais serão as consequências?

 O que isto me irá custar a longo prazo?

 Como é que a minha vida ficaria se eu mudasse isto agora?

 

As perguntas são o nosso fio condutor e orientam os nossos sentimentos, podemos muitas vezes estar numa posição vencedora mas a sentirmo-nos a perder e para isso precisamos do nosso ritual diário para o sucesso a começar pelas perguntas que fazemos logo pela manhã:

 

 O que me faz feliz na minha vida neste momento?

 Sinto-me entusiasmada com que?

 O que é que me faz sentir orgulhoso no momento?

 O que me faz sentir grato agora?

 O que aprecio na minha vida?

 Em quê me empenho?

 Quem amo e quem me ama?

 

Não só no começo do dia é importante este exercício de preparar a mente para os novos desafios como no final do dia fazermos a retrospeção do que decorreu:

 

 O que dei hoje?

 O que aprendi hoje?

 Como é que o dia de hoje aumentou a minha qualidade de vida?

 De que forma posso aproveitar o dia de hoje como um investimento no futuro?

 

Quer procuremos o que nos fortalece, quer procuremos o que nos enfraquece iremos encontrar. Usar o nosso poder pessoal para ultrapassar os obstáculos é fundamental para vivermos com qualidade. Se podemos mudar agora um padrão eu nos permite transformar a nossa vida e acrescentar-lhe valor, porque não fazê-lo já?

 

 

 

Mais sobre a coelha

foto do autor

Pub

Parceiros

lista de parceiros

Vasculhar

 

Correio

Instagram

Facebook

Bloglovin

Follow

Baú

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D