Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As pegadas da coelha

"Transforma-te na tua melhor versão"

Aprende a vender-te!

IMG_2475.JPG

 

 

 

 

Encontrar alguém exactamente igual a nós é tarefa impossível e aí é que está a magia. Somos tantos nesta bolinha redonda, mas nenhum igual a ninguém, somos únicos e especiais.

Com este trunfo na mão, temos a possibilidade de potenciar ainda mais esta exclusividade fazendo valer a nossa marca pessoal nos diferentes aspetos da nossa ação.

 

Apesar de sermos diferentes, a concorrência é muita e começa aí a oportunidade para desenvolvermos a nossa própria marca pessoal, a imagem que passamos aos outros e que influência os nossos relacionamentos e oportunidades.

 

Ser bom não chega se não conseguimos transmitir isso, é necessário darmos a conhecer esta nossa marca, sermos referência e ter uma boa rede de relacionamentos.

 

E tu, sabes vender-te?

 

Isto pode soar um bocadinho estranho, mas a questão é mesmo essa, saberemos nós fazer o nosso próprio marketing pessoal?

 

Para desenvolver a nossa própria marca temos que fazer com que ela seja útil para os outros e recomendada, "põe tudo o que és no mínimo que fazes". Convém que seja interessante, apelativa, capte a atenção de quem queremos que a veja e que tenha valor.

 

Esta marca deve ser autêntica, aquilo que realmente somos, sem farsas, não vendermos gato por lebre pois mais cedo ou mais tarde acaba por se desvendar. Não adianta pregar uma coisa e fazer outra, é importante ter coerência com a nossa visão, missão e valores. Termos um fio condutor das nossas ações, estarmos alinhados e focados.

 

Quanto mais atrairmos simpatia e inspirarmos melhor, mas para isso temos de ter uma boa embalagem tal como um produto na prateleira de um super mercado que nos faz preferir este que tem todo um pacote fofinho ao invés do outro que não nos chama tanto a atenção e até poderá ter um conteúdo melhor. Ainda vou ter problemas com este post.... (ehehehehe).

 

Não fiar só no pacote, porque às vezes o que vem dentro não corresponde ao embrulho. Há que desenvolver corpinho e mente.

 

Tal como um produto ou serviço, temos de estar mais atentos em quê?

 

Concorrência e atualidade. Investimento sistemático na nossa formação, em estarmos a par do desenvolvimento, da sociedade e não sairmo-nos com aquela frase típica de Tuga: "no meu tempo....", afinal o teu tempo é agora ou és um espírito mórbido a vaguear neste mundo?

 

Open mind! Adaptemos a nossa marca, procuremos mais informação, novas competências.

Estagnar é morrer, como dizia a minha professora primária (o trauma foi tal que ainda hoje me lembro): "ficar a ver os carrinhos elétricos passar".

 

Na minha humilde opinião é Interessante pensarmos em nós nesta perspetiva do marketing. Mais uma vez: transforma-te na tua melhor versão e naquilo que gostarias de "comprar". 

Aprende a "vender-te" e a ser um produto apelativo, atreve-te a ser o melhor namorado, o melhor funcionário, o amigo mais prestável, o mais empático, o melhor que alguma vez conseguiste ser.

 

Make it SMART and SEXY!

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre a coelha

foto do autor

Pub

Parceiros

lista de parceiros

Vasculhar

 

Correio

Instagram

Facebook

Bloglovin

Follow

Baú

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D