Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As pegadas da coelha

"Transforma-te na tua melhor versão"

Algures entre as dunas e as tripas

IMG_9596.JPG

 

Ouvi dizer que domingo finalmente temos sol? 


No dia em que temos as cores da bandeira a fervilhar de emoção, entre a esperança e o sangue derramado eu cá prefiro as fotossínteses e por isso, nada melhor do que programar um passeio por areias ainda não pisadas pela coelha. O destino foi a Reserva Natural de São Jacinto.

 

Final da manhã, lá partimos em direção a Ovar, num dia realmente merecedor de belas vista e como eu me transformo em diva na hora em que o estômago começa a roncar de fome, começamos pela parte mais interessante que é a da degustação. Soberbas gambas com molho de laranja, acompanhada de vistas magnificas e temperaturas de Verão.

IMG_9480.JPG

 

Eu até passaria a publicidade deste local não fosse o atendimento, que não deixou vontade de lá voltar.

Aquele cenário: eu em modo DIVA, cheiiiiaaaaa da fooommmmeeee, a esperar por uns greiros de pão na mesa interagindo com funcionários que emitem toda uma frequência de felicidade e boa disposição para os clientes, que até a múmia de Tutankamon era bem capaz de ser mais expressiva.

 

Como eu prefiro dar valor aos pormenores que me acrescentam valor, barriguinha cheia, vamos por pés ao caminho para as visitar as dunas de S. Jacinto. O percurso desde a entrada da reserva transpira naturalidade, a começar pelos buracos por todo lado semelhantes às estradas da minha cidade natal.

Todo aquele cenário romântico criado na mente de uma criatura do signo de caranguejo: dia de sol, vamos almoçar à beira rio, passear pela natureza, lindos e fofos... 

Aquele percurso agita digestões, cruzou-se com uma paisagem fantástica de areia branca com dunas de ambos os lados, que nos despertou a veia de exploradores e o resultado foi este da imagem que se segue.

 

IMG_9485.JPG

 

Não fosse a gentileza de um casal que se ofereceu para nos rebocar, até hoje ainda lá estavamos a vestir a pele de um piloto de Dakar, na esperança de que com aquele super macaco nos salvasse da morte no deserto.

 

Posto isto, o tempo urge e já só houve tempo para algumas fotos nas dunas antes do jogo do Glorioso, pois no amor há destas coisas, respeitar os gostos do outro :P

Pagamos 11.50€ pelas duas tostas mistas maravilhosas, prensadas numa máquina própria (como dizia o dono do tasquinho à beira rio plantado) e dois sumos. Tostas estas que não passavam de duas sandes comuns de pão de forma prensadas, mas ali aprendi o verdadeiro poder do marketing.

Fim do jogo e o Vela Areinho, bar e restaurante à beira rio plantado já se encontrava fechado, pois com muita pena minha não pude tirar fotos paro vos mostrar aquele espaço fantástico assim como a envolvência da natureza que desperta os sentidos.

 

E, já que estávamos ali assim tão pertinho (nada que eu já não andasse a babar), lá fomos dar um saltinho a Aveiro ao  Tê Zero comer aquelas tripas maravilhosas com tudo e tudo e tudo....

 

IMG_9644.JPG

 

Esta é a melhor combinação do mundo: ovos moles, morangos e vinho do porto. Nhammmmmmm

Para fazer coisas boas destas, tinha de ser um homem de Penafiel!

Lá consegui satisfazer a gula, mesmo que quase impedida pela frente de benfiquistas que ocupavam o centro de Aveiro nas comemorações enlouquecidas da tri.

A peregrinação anual ao Tê Zero foi cumprida, para o ano há mais, ou até, cheira-me que mais cedo! :P

 

 

Mais sobre a coelha

foto do autor

Pub

Parceiros

lista de parceiros

Vasculhar

 

Correio

Instagram

Facebook

Bloglovin

Follow

Baú

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D